Quarto infantil montessoriano

Quando se descobre que há um bebê a caminho, uma preocupação importante é com o seu quarto: o berço, a poltrona de amamentação, o trocador, a decoração. Mas pais e mães devem ter a consciência de que esse ambiente da casa não será apenas um lugar para a criança dormir, ser amamentada e trocada. O quarto deve ser um lugar para ela brincar, se desenvolver e, quando chegar à fase escolar, estudar. Portanto, esse cômodo deve pensado totalmente para a criança desde os seus primeiros dias, já que o desenvolvimento intelectual começa até mesmo antes do nascimento. Para quem quiser saber mais, eu recomendo a série documental “O começo da vida”, disponível no Netflix.

Maria Montessori

Hoje muito se fala em “quarto montessoriano” quando se trata de projetar um quarto para bebê ou criança. Esse tipo de quarto se baseia na pedagogia criada por Maria Montessori, uma italiana que viveu entre 1870 e 1952, mas que esteve muito à frente de seu tempo. Fugindo do magistério, que parecia ser o único destino das mulheres de sua época que não queriam ser donas-de-casa, ela foi uma das primeiras mulheres médicas da Itália. Ao trabalhar como psiquiatra com crianças consideradas incapazes de aprender por algum tipo de deficiência, Montessori desenvolveu um método pedagógico tão eficiente, que as crianças com quem ela trabalhou, consideradas “deficientes”, tiveram um desempenho melhor que o das crianças “normais” nas avaliações. E assim, felizmente, ela acabou se tornando pedagoga, o que evitara desde a infância.

O método montessoriano, usado por diversas escolas em todo o mundo, parte do princípio da “vontade de aprender” inerente a todo ser humano, pois, segundo Montessori, nascemos com a capacidade de ensinarmos a nós mesmos, se nos forem dadas as condições. A criança deve ter autonomia para explorar sensações, materiais e ambientes e assim se desenvolver, já que, durante os primeiros anos de vida, a criança começa a formar as próprias ideias de acordo com o mundo em que vive.

Como criar um quarto infantil baseado nesses princípios?

– Num quarto montessoriano não há berço. A criança deve ter autonomia de brincar e explorar o quarto sempre que quiser, portanto, no lugar do berço, a criança pode dormir em um colchão no chão ou futon sobre um estrado, cercada de almofadas para impedir que role enquanto dorme, mas que permita que o bebê saia sozinho, engatinhando ou andando, conforme a idade.

– Como o principal conceito é que a criança faça tudo por si, a segurança do ambiente é extremamente importante. Portanto, nada de quinas; os cantos devem ser arredondados; as tomadas escondidas e cobertas; os quadros devem ser fixados na parede com fita adesiva para evitar pregos; use acrílico no lugar de vidro; móveis devem ser fixados na parede para que não haja o risco de tombarem e não devem ter portas, os objetos precisam ficar em nichos abertos.

Fonte da imagem

– Brinquedos e materiais ficam ao alcance das crianças, para que peguem quando quiserem; assim como algumas opções de roupa em cabides para que elas possam escolher qual vão usar.

– Móveis como mesas e cadeiras devem ter tamanho compatível com o da criança.

Fonte da imagem

– Tapetes são importantes para que os bebês explorem sua textura e definir o local de brincar para as crianças mais velhas.

– Uma barra fixada na parede ajuda o bebê a ficar em pé e dar os primeiros passos.

Fonte da imagem

– Um espelho é essencial para que a criança observe e explore seus movimentos desde os primeiros meses, de preferência, colado em uma placa de madeira fixada na parede para garantir a segurança.

– Todos os elementos do quarto são posicionados de acordo com o campo de visão e alcance da criança. É importante, inclusive, que ela tenha objetos seus em outros ambientes da casa e que possa pegá-los quando quiser, como copo, escova e pasta de dente.

– Os brinquedos e a decoração devem ser lúdicos e estimular a imaginação e o aprendizado.  

Fonte da imagem

Como hoje as crianças não têm tanta oportunidade de brincar e explorar lugares abertos e passam muito tempo dentro de casa, é importante garantir que se desenvolvam de forma saudável e cercadas de estímulos. Ainda nesta semana, aqui na Broto, nossa parceira Vanessa falará sobre sua experiência com homeschooling em Praga, no qual é usado o método montessoriano.

Se a grana não permitir que seu filho ou filha tenha tantos elementos à disposição, os maiores estímulos para o seu desenvolvimento não custam nada: atenção, carinho e amor.

Thi Garcia

Sou fascinado pela beleza do nosso Planeta, doido por experimentar e descobrir todas as cores, aromas e sabores que a Natureza guarda. Vejo o mundo como uma criança que nada entende, mas tudo quer aprender. Através das mãos, dou vazão à criatividade que batuca na minha cabeça, desenhando, pintando, costurando, cozinhando ou construindo.A ideia de parar de comer carne foi a primeira tesourada para cortar as amarras de todos os paradigmas que me impedem de alçar voo neste Universo, compreendê-lo e tomar consciência do meu papel como parte Dele.

2 comentários em “Quarto infantil montessoriano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: