Inverno

Sempre experimentei maior serenidade nos dias de inverno. Portador de altos níveis de intolerância ao calor forte, gosto da liberdade de movimentos que não resulta em banhos de suor que esta época viabiliza.

Fica à disposição também um maior leque de recursos para confortar os sentidos: aquele casaco cheiroso que protege a pele, o caldo verde que vai afagando todo o corpo a partir da boca ou, por que não, aquele outro corpo que abraça o nosso por horas e eleva a concentração dos hormônios de prazer.

É claro que, em contrapartida, se torna mais difícil sair da cama de manhã e um martírio aquele período entre sair do banho e colocar qualquer pano para cobrir o corpo. Nossa pele fica com saudade da água salgada do mar e dos humores quentes que se fazem notar naquele intervalo de tempo meio impreciso que tem o Carnaval como epicentro.

Mas, por morarmos num país com apenas duas estações definidas, torna-se um exercício a favor do nosso bem estar se concentrar nas delícias que cada uma delas nos traz. Mais do que ficar reclamando dos desconfortos sensoriais que elas podem trazer conforme as preferências e sensibilidades de cada um. Nos últimos anos venho até me educando a respeito da intolerância ao calor que mencionei no início. Afinal, Gil já disse: “quando a gente está contente, tanto faz o quente, tanto faz o frio”.

Se fosse desafiado a resumir as delícias do inverno a três palavras-chave, escolheria: sopa, vinho e edredom. E vocês? 🙂

Adonis Carvalho

Escrevo uns rabiscos desde que me lancei na aventura de procurar me entender neste mundo, prática que me fez sobreviver aos intervalos tediosos das aulas de Cálculo na Faculdade de Engenharia. Vi toda minha vida se transformar desde que decidi dar o primeiro tímido passo rumo a uma dieta alimentar saudável. Meu interesse pela culinária natural é uma reação aos sustos que tomava quando passei a ler com atenção os rótulos dos ultra processados multicoloridos dos supermercados. Acredito na força e na beleza da vida e amo profunda e verdadeiramente este planeta Terra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: