Falafel: uma maravilha das Arábias

Falafel: uma maravilha das Arábias

O post de hoje da COMER BEM é sobre o nosso amado e desejado de todos os dias: o FALAFEL! Essa iguaria árabe pode ser descrita simplificadamente como bolinhos de grão de bico fritos.

As minhas primeiras tentativas de fazer falafel foram todas fracassadas porque cometia o erro gravíssimo de cozinhar o grão de bico antes de fritar. Por isso, o bolinho se desfazia da panela assim que entrava em contato com o óleo. Depois que uma querida amiga de ascendência árabe deu a dica mestra e a minha primeira fritada deu certo, qualquer ocasião se tornou propícia para degustarmos esses petiscos.

Para fazer os bolinhos, é essencial deixar o grão de bico de molho por no mínimo 8 horas, trocando a água umas 2 vezes de preferência. O procedimento é necessário para que o grão fique na consistência apropriada para ser moldado depois de processado e também para que seus anti-nutrientes sejam removidos (o mesmo se aplica a qualquer outra leguminosa como feijões e ervilha, por exemplo).

Os bolinhos da foto consistem em grão de bico demolhado (cru) processado com cebola, alho, hortelã, limão, sal e azeite a gosto, fritos em óleo de girassol bem quente numa panela média. A receita completa vem logo a seguir.

Ingredientes:

500 g de grão de bico

1 cebola grande

3 dentes de alho

1 maço de hortelã

Suco de 2 limões

2 colheres (sopa) de azeite de oliva

Sal e pimenta do reino a gosto

Óleo de girassol (para fritar)

Como fazer:

  1. Deixe o grão de bico de molho por pelo menos 8 horas e depois escorra a água
  2. Transfira o grão de bico cru e demolhado para um processador de alimentos
  3. Adicione os demais ingredientes no processador
  4. Triture bem até obter uma massa fácil de modelar com as mãos
  5. Transfira a massa para uma tigela e deixe no freezer por aproximadamente 10 min
  6. Molde os bolinhos em tamanho médio e frite-os em óleo vegetal bem quente
  7. Assim que os bolinhos ficarem dourados, transfira-os para uma travessa coberto com papel absorvente para remover o excesso de óleo.
Olha isso!

Para acompanhar o falafel, fica como sugestão um molho de tahine (pasta de gergelim), saladinha de tomate com muito limão e uma bebida gelada de preferência.

Gastamos aproximadamente 15 reais com essa fritada que rendeu 30 bolinhos de tamanho médio. Fica aqui um brinde à comida vegana boa, gostosa e acessível! ;).

Adonis Carvalho

Escrevo uns rabiscos desde que me lancei na aventura de procurar me entender neste mundo, prática que me fez sobreviver aos intervalos tediosos das aulas de Cálculo na Faculdade de Engenharia. Vi toda minha vida se transformar desde que decidi dar o primeiro tímido passo rumo a uma dieta alimentar saudável. Meu interesse pela culinária natural é uma reação aos sustos que tomava quando passei a ler com atenção os rótulos dos ultra processados multicoloridos dos supermercados. Acredito na força e na beleza da vida e amo profunda e verdadeiramente este planeta Terra.


Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: