Ervas: um presente da Pachamama

Ervas aromáticas, plantas herbáceas ou simplesmente “ervas” são plantas utilizadas, nos dias atuais, principalmente na culinária, dando sabor e aroma às mais diversas preparações. De certo também bebemos um chá de vez em quando, na maioria das vezes com ervas secas que se encontram dentro de um sachê, o que dificulta sua identificação visual e cria um distanciamento, a perda da nossa conexão com esses saberes que acompanham a humanidade desde os primórdios. Certamente você já fez uso de um chazinho para curar ou confortar alguma dor física ou da alma, não é mesmo? Conhecer as ervas, suas propriedades e formas de uso é algo que deve ser resgatado e preservado, pois elas são presentes da natureza – Pachamama querida – de fácil acesso a todos, pois são facilmente cultivadas e ainda mais fáceis de achar em feiras e mercados, tanto em seu estado fresco, quanto secas ou em pó.

As ervas são um vasto universo repleto de segredos a serem desvendados, quanto mais se aprende, mais se tem a aprender. Vejo isso através de meus estudos dentro da Aromaterapia (já falei um pouco dessa ciência aqui nesse texto), em que usamos os preciosos óleos essenciais das plantas aromáticas para o tratamento das mais diversas patologias. No entanto, confesso que o uso que mais me encanta é o poder das ervas na cosmética. Desde que decidi não mais utilizar produtos químicos sintéticos em meu corpo e iniciei o estudo da cosmética natural e caseira, me pego perplexa com a infinidade de receitas simples, de baixo custo, acessíveis e eficientes que deixaram de fazer parte do nosso dia a dia. Sendo assim, separei aqui alguns usos cosméticos de ervas que você encontra em qualquer esquina!

Alecrim

É um arbusto aromático perene de folhas verde-prata e pequenas flores azul-céu. Possui, dentre outras, propriedades analgésica, antisséptica, adstringente, estimulante e tônica. É hipertensor, portanto deve ser utilizado com cautela por quem sofre de pressão alta, porém tal característica faz dele um estimulante sanguíneo, propriedade interessante que associa seu uso ao crescimento capilar. É um tônico/adstringente do couro cabeludo e pele, ajudando a evitar a caspa e diminuir a oleosidade e acne da pele.

A principal forma de se beneficiar de suas propriedades é preparando um chá bem concentrado. Você poderá utilizar tanto suas folhas frescas como secas. Ferva a água numa panela, retire-a do fogo, adicione a erva, abafe, aguarde uns 5 minutos e coe. O chá pode ser usado para o preparo de uma máscara facial adicionando argila (prefira a argila verde para potencializar a ação adstringente do alecrim), misturado em partes iguais com vinagre de maçã (prefira o orgânico) para usar na limpeza da pele e tônico facial ou mesmo puro sobre a pele. Experimente também uma máscara capilar fazendo um suco de chá de alecrim, gel de babosa e óleo vegetal de sua preferência. Ou apenas use o chá no enxágue final após a lavagem dos cabelos e verá seus fios brilhantes como nunca.

Arruda

É um subarbusto com folhas fortemente aromáticas e flores pequenas, verde-amareladas. Associada à proteção e contra o mau-olhado, a arruda deve ser usada com cautela, pois é contraindicada durante a gravidez, podendo provocar aborto.

Por outro lado, é bastante eficiente contra piolhos. Para esse fim, pode-se fazer o uso em forma de chá ou adicionar o pó de suas folhas secas ao xampu. Desta forma, ainda deixará seus fios mais hidratados. Também é indicada para tratamento de varizes e dores reumáticas, neste caso usa-se topicamente macerada em óleo vegetal carreador.

Barbatimão

Não se trata de uma erva, mas de uma árvore de médio porte típica do cerrado brasileiro. Apesar de possuir propriedades para tratar de feridas e queimaduras, o barbatimão se tornou o queridinho para confecção de sabonete íntimo por tratar de cistites e candidíase. Não tem um sabonete de barbatimão? Faça o velho banho de assento! Ferva água com um punhado de suas cascas secas por uns 15 minutos, desligue o fogo, abafe a panela e aguarde mais 10 minutos para coar. Espere até que esse chá atinja a temperatura ambiente para dispor numa bacia e sente nela (sem calcinha, óbvio! rs).

 

Camomila

Também não se trata de uma erva, mas de uma planta anual de folhas aveludadas e pequeninas flores brancas e amarelas. Com propriedade anti-inflamatória e calmante, seu uso é indicado para peles delicadas e sensíveis. Use seu chá concentrado associado a gel de babosa para acalmar a pele, ou no preparo de uma máscara de argila branca para o rosto. Já nos cabelos, a camomila fornecerá brilho, sedosidade e ainda clareará fios naturalmente loiros ao serem expostos ao sol.

 

Cavalinha

São plantas que vivem exclusivamente em terrenos brejosos, à beira de córregos e rios. Muito conhecida pelo seu poder diurético ao ser ingerida em forma de chá, poucos sabem que também pode ser utilizada para acelerar o crescimento e fortalecer os cabelos. Neste caso, use seu chá na lavagem dos cabelos em seu último enxágue.

 

 

Hibisco

A flor de hibisco possui interessantes qualidades para compor uma máscara ou tônico facial e/ou capilar, portanto, apesar de também não pertencer à categoria de ervas, decidi incluir essa linda flor avermelhada na lista. Ela é facilmente encontrada desidratada ou em forma de pó. Muitos já conhecem os benefícios de ingerir seu delicioso chá. Rico em vitaminas A, B1 e C, o hibisco possui grande poder antioxidante, adstringente e hidratante, sendo ideal seu uso em peles secas e maduras, bem como em cabelos secos e danificados. Faça um chá de hibisco bem concentrado, aguarde esfriar e adicione argila vermelha para obter uma poderosa máscara facial antioxidante e hidratante que irá agir na prevenção do envelhecimento precoce da pele. Se preferir você pode usar a versão em pó e misturar ao óleo vegetal de semente de uva, aplicar a máscara dando uma leve esfoliada no rosto, aguardar de 10 a 20 min e retirar com água morna. Assim verá sua pele lisa, hidratada e com uma dose extra de antioxidantes.

Manjericão

É uma erva anual delicada, aromática, com folhas verdes e florzinhas brancas ou róseas. Com propriedades antissépticas, adstringentes e tônicas, sua utilização é indicada para pele e cabelos oleosos, sendo uma alternativa ao alecrim para pessoas que sofrem de pressão alta.

 

 

Tomilho

Se trata de um arbusto perene aromático com folhas pequenas verde-acinzentadas e flores violetas ou brancas. Possui propriedades antisséptica, bactericida e tônica, sendo uma alternativa ao tratamento contra queda de cabelo para pessoas hipertensas que não devem utilizar o alecrim. Outro uso desta erva é para o tratamento de abscessos e furúnculos, neste caso, use topicamente macerado em um óleo vegetal carreador.

 

Viram que maravilha essa diversidade botânica que a Mãe Natureza nos oferece? Essas oito plantas são apenas uma pequena pincelada desse majestoso universo. Minha escolha foi por mostrar aquelas que facilmente encontramos no mercado nas gôndolas de ervas para chá, assim você pode começar hoje mesmo suas experiências, bem como diversificar os usos! Perceberam que tem para pele oleosa, seca, madura, para caspa, crescimento capilar e até para tratar candidíase, piolho e furúnculos?

Outra dica é perceber que as formas de uso são praticamente as mesmas, atentem-se principalmente para as propriedades de cada planta. Qual seja a sua escolhida, você poderá usá-la na preparação de uma máscara de argila, adicionar em forma de pó a algum óleo vegetal carreador para esfoliar e tratar a pele, usar seu chá para enxague dos cabelos ou ainda preparar uma máscara capilar com óleo vegetal carreador ou gel de babosa, ou os dois juntos! A cosmética natural e caseira é tão encantadora pois há diversas possibilidades para os mesmos ingredientes.

Agora é com você! Faça as receitas, desfrute de um momento de cuidado e amor consigo e observe por si os resultados.

Ahhh!!! E não se esqueça de nos contar depois, combinado?

Charlene Andrade

Como uma autêntica geminiana, a curiosidade é o que me move. Engenheira mecânica de formação, venho atravessando um processo de transição e renascimento, a partir do qual floresceram a vegetariana, a permacultora, a pesquisadora em agricultura sustentável e ambiental e a produtora de cosméticos naturais. Sentindo que era necessário partilhar esse belo caminho, recentemente dei vida, literalmente, a uma das minhas paixões e criei a Vida Biocosméticos, espaço dedicado ao mundo da cosmética artesanal em respeito ao meio ambiente, aos animais, ao comércio justo, à saúde do nosso corpo e de Gaia – Mãe Terra.

 

Um comentário em “Ervas: um presente da Pachamama

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: